pack up your drama and your old big bag and carry them…

8 fev

Bem, iniciando minha primeira postagem oficial de 2011 gostaria de agradecer a todos que me acompanharam em 2010, me deram aquele abraço e seguraram a minha mão em todos os momentos.

______________________________________


E o ano-novo chegou… sim, e já faz um certo tempo, por falar nisso, mas aos poucos vamos percebendo.

2010 deixou lições para mais de metro: erros para não repetirmos, amigos para não esquecermos, conquistas para nos orgulharmos, pessoas para entendermos e por aí vai.

Naquelas reflexões de virada do ano – as quais duram até o retorno das atividades rotineiras (no meu caso, ficarei nessa “ladainha” até março!) – descobrimos um pouco de nós: o que ignoramos (por “mera” questão de ignorar, pelo tempo ou pelo medo),  o que amamos (e como amamos! a nossa intensidade de amar!), o que tememos, o que odiamos (afinal o ódio é um sentimento, fugir dele pra quê?), o que almejamos… e descobrimos que cada vez mais somos um grão de areia; percebemos que o mundo consegue cada vez mais nos surpreender! E quando pensamos que o mundo está tão pequeno que podemos abraça-lo, ele explode mostrando um novo dia, um novo lugar, uma nova visão.

Aprendemos que a vida é feita de mudanças, porém mantemos a dificuldade e o orgulho de aceitar.

Descobrimos nossos  vícios, nossas mesquinharias, nossos “podres”… mas de alguma forma, conseguimos/seguimos enxergando isso nos demais e ignorando em nós mesmos.

Encontramos nossos poderes e nossas virtudes, avaliamos seu uso e desfrutamos de nós mesmos. (ou não)

Ao fim de tudo, seguimos vivendo (e isso já é um começo).

______________________________________

 

Estava ouvindo uma música e essa acabou sendo um pivô para compor este texto. Trata-se de deixar os problemas, analisar o mundo em que vivemos e a saída positiva para nossos conflitos, em suma.

Na verdade, não há muito mais o que tratar (ou talvez, haja tanto que não sei por onde começar), no entanto eu adoraria fechar com algo positivo. Não pense que não há problema em minha vida, como diz uma amiga minha “dê um chute e sai uns mil”, mas Deus não nos dá um fardo que somos incapazes de carregar! E também não cogite que meu pensamento positivo impera em todas circunstâncias, mas a tentativa dele predominar já me alegra e conseguir manter ele (nossa!) mais ainda!

Então, termino este post com sentimentos positivos, desejando a todos amor, paz, saúde, sucesso e felicidades neste novo ano. Espero que não fiquemos apenas nas reflexões de inicio de ano e que possamos, ao longo deste, rever e entender cada vez mais quem somos e como vivemos.

Segue a música mencionada para inspirar e iluminar um pouco mais a cada um!




Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: